Cuidados antiacne no verão



O verão exige diversos cuidados com a pele, principalmente por conta do calor excessivo e maior exposição ao sol. Para muitos homens, o verão traz um problema a mais: o aumento de cravos e espinhas.

A influência do sol e do calor na acne, também conhecida como acne solar é provocada pelo aumento da oleosidade da pele, devido a mais tempo de exposição ao sol, suor e uso do filtro solar, segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD).

Especificamente neste verão, a situação está pior por causa do uso prolongado da máscara, que esquenta, atrita e diminui a ventilação da pele, piorando a oleosidade. Surgiu até uma palavra em inglês, maskne, para batizar a acne causada pela máscara.

O quadro do verão é totalmente propício ao surgimento ou aumento das espinhas, uma vez que o sal da água do mar, o cloro e outros produtos químicos da piscina também ressecam a pele, obrigando as glândulas sebáceas a trabalharem mais.

O mecanismo da acne é simples: quando as glândulas sebáceas do rosto e do corpo produzem muita quantidade de sebo, ele se acumula nos poros em forma de tampões que escurecem em contato com o ar: os cravos. Quando a gordura acumulada nos poros obstruídos infecciona pela ação de bactérias (como a Propionibacterium acnes), resultam as lesões vermelhas, inchadas e cheias de pus.

Para te ajudar a evitar o aparecimento da acne no verão, siga os cuidados com a pele recomendados pelos dermatologistas:

1 - USE SABONETE ESPECÍFICO

Lave o rosto com sabonete facial específico antiacne. Por conter ativos como ácido salicílico e enxofre, com ação anti-inflamatória, bactericida e cicatrizante, ele remove impurezas, controla a oleosidade, desobstrui os poros e melhora a aparência geral da pele.


2 - EVITE LAVAR O ROSTO VÁRIAS VEZES POR DIA

Limite-se a duas ou, no máximo, três lavagens diárias. A limpeza excessiva (mesmo só com água) retira a proteção natural da pele e faz as glândulas sebáceas trabalharem mais para produzir sebo.


3 - NÃO ESPREMA AS ESPINHAS

Espremê-las pode resultar na formação de manchas ou cicatrizes definitivas. Nas lesões maiores, você pode aplicar, à noite, um gel secativo.


4 - CONTROLE A OLEOSIDADE DA PELE

Hidrate o rosto, depois de lavar, com gel ou sérum antiacne que controla a oleosidade da pele. Ele evita que as glândulas sebáceas trabalhem ativamente para compensar o ressecamento provocado pelo sabonete, piorando a oleosidade e diminuindo o brilho do rosto.


5 - LIMPEZA DE PELE

Faça limpeza de pele uma vez por mês ou a cada 40 dias em clínica dermatológica ou de estética. Na limpeza, o profissional extrai cravos que podem virar espinhas, faz esfoliação retirando células mortas e higieniza a pele usando um aparelho de alta frequência, à base de ozônio, que ajuda na cicatrização das espinhas existentes.


6 - MÁSCARA FACIAL

Aplique máscara no rosto uma vez por semana. As máscaras faciais limpam profundamente a pele porque têm substâncias que absorvem o excesso de oleosidade. Desobstruem os poros, ajudam a controlar o excesso de sebo e a diminuir cravos e espinhas.

Se seu problema for crônico e você já saiu da adolescência há muito tempo, o ideal é procurar um dermatologista. Em casos menos graves, ele pode indicar limpeza de pele e prescrever medicamentos tópicos em forma de cremes (em gel). Para os casos mais graves, porém, o tratamento quase sempre inclui antibióticos e anti-inflamatórios via oral.

Fonte: Homem no Espelho